Postagens

Evening Star - The Hand of Evil

Imagem
  Dá um orgulho muito grande cada vez que ouço uma banda nacional que muito bem nos representa. Esse é o caso do EVENING STAR, trio de Salvador que faz um Heavy Metal potente e influenciado pela sonoridade dos anos 80. Caramba! Que som grandioso esses meninos executam. O grupo foi formado em 2017 e traz os seguintes integrantes: Danilo Brandão (guitarra e voz), Cezar Araújo (bateria) e Leonardo Reis (baixo). Lançaram o EP “Mask of Lies” em 2018 e em 2020 voltaram com o “The Hand of Evil”, material que contém 4 ótimas composições. Bebem na fonte de bandas como JUDAS PRIEST, ACCEPT, SAXON, MAIDEN e similares e conseguem, de fato, fazer um trabalho lindo e muito eficaz. A cozinha instrumental é muito boa e os destaques são os riffs afiadíssimos e solos muito bem feitos. Claro que não podemos deixar de comentar sobre as linhas de voz: robustas e técnicas. É uma obra bastante interessante. Apreciadores do Metal dos anos 80 vão se deliciar com a proposta. Que venham novos materiais. Não pare

Brainscanner - Moebius

Imagem
  Vejam só quem está aparecendo novamente aqui em nossas páginas. Isso mesmo, o BRAINSCANNER , Duo que faz um Stoner bem feito, pesadão e que lança o primeiro Single de 2021. “Moebius” é uma composição instrumental curtinha e poderosa e segue, no que diz respeito ao formato, uma linha mais ou menos semelhante ao que fizeram em “ Triceratops ”, o single anterior. Aqui, além de Ricardo Siqueira (Rhythm and Bass Guitars) e Alexandre Dantas (Lead Guitar and Keyboards), há a presença de Helder Tiso nas baquetas. Notamos que eles estão apostando em músicas curtas e instrumentais e o resultado final é absolutamente satisfatório. O trabalho da guitarra é bem eficiente e traz riffs pesados que são quebrados por uma atmosfera lenta e ligeiramente melancólica com a entrada dos teclados que aparecem e dominam o meio da música até o fim. É simples e GENIAL. Certamente este é o segredo de soar de maneira tão eficaz. – Nota: 10 Faixas: 1. Moebius Facebook Bandcamp

Gravedäncer - Ripping Metal

Imagem
  Mais uma One Man Band nacional para engrossar as fileiras do cenário. O GRAVEDÄNCER é de São Paulo, faz uma sonoridade que mistura Black e Speed Metal e acaba de lançar sua primeira demo. “Ripping Metal” é uma obra bem produzida, conta com cinco composições excelentes e que representam bem o estilo. A sonoridade lembra muito o CELTIC FROST da época do “Morbid Tales”, tem uma pegada intensa, pesada e um instrumental eficaz, além das fortes vocalizações. Esse material foi lançado em cassete pela Hellprod Records de Portugal e com tiragem limitada a 80 cópias. A única coisa que ficou a desejar é a capa, pois é bastante simples e pouco atrativa. Obviamente que isso não tira o brilho do trabalho, mas um cuidado maior nesse aspecto seria bastante interessante. A formação é Gravedäncer (baixo, guitarra e voz) e ainda traz Bitch Hünter como baterista convidado. Há um cover para a música “Welcome to Hell” do VENOM que está ESPETACULAR. Por favor, lancem mais materiais o quanto antes. O Underg

Gundambad - Eternally Doomed

Imagem
  One Man Band formada em 2020 e que executa um Death Metal furioso e bem rápido. Comandado por Cesar Duarte, este projeto acaba de lançar “Eternally Doomed”, a primeira demo. O material contém 4 composições cheias de peso e excessiva agressividade e tem como influência bandas como INCANTATION, AUTOPSY e HEADHUNTER D.C., ou seja, obra com sonoridade absolutamente extrema e brutal. As composições seguem a fórmula do estilo com bastante rigor: voz gutural, guitarras com riffs e solos rápidos e afiados, bateria veloz. Todas as músicas são interessantes, mas a que mais chamou a atenção foi “Born and Rot Die”, especialmente por conta do solo de guitarra. Boa obra, mas que deve se atentar a dois pontos importantes: um cuidado maior na criação da capa e uma melhoria na qualidade de som. Fãs de Death Metal e do Metal extremo precisam ouvir. Item obrigatório e estamos no aguardo do próximo trampo. Que venha logo. – Nota: 8 Faixas: 1. War and Chaos 2. Born and Rot Die 3. Eternally Doomed

Attanos - Screaming Soul

Imagem
  Diretamente de Jundiaí, interior de São Paulo, surge o ATTANOS. Trata-se de um grupo de Metalcore que começou suas atividades em 2012. Um ano após já estavam lançando o primeiro EP e em 2018 já saía “Renewal”, o primeiro Full. Esta obra já apresentava uma modificação bastante significativa para o grupo, pois foi o primeiro trabalho cantado completamente em inglês. Em maio de 2021, o quinteto lança a sua segunda obra. "Screaming Soul” é um trampo muito, mas muito bem feito e traz um som bastante pesado e cheio de variações de ritmo. Com um total de 13 ótimas composições, o ouvinte irá se deparar com quase 50 minutos de uma sonoridade intensa e repleta de riffs fortes, baixo marcante, bateria que prioriza peso e velocidade e vocalizações agressivas e rasgadas que se mesclam a vozes limpas. Embora encontremos a predominância de uma atmosfera mais feroz, aqui e ali é possível identificar momentos com melodia. E convenhamos, não é tão simples assim soar agressivo ao mesmo tempo em