Postagens

Snow - Fast N’Heavy Loud N’Slow

Imagem
O cenário da música independente e do Underground está cada dia mais rico e forte. O ano de 2021 já começa com garra e vigor. Muitas bandas, muitos lançamentos e muita novidade logo no comecinho do ano. E é neste bolo que entra o SNOW com seu primeiro e ótimo Full. “Fast N’Heavy Loud N’Slow” traz 8 ótimas composições que irão agradar aos amantes da boa música e aos que valorizam sonoridades como o Hardcore, Stoner e o Skate Punk. O projeto é idealizado por Rodrigo Neves do TIGERSHARKS e tudo começou em 2020, pois o músico tirou do papel uma antiga ideia e a transformou em prática. Gravado de forma remota, este primeiro trabalho conta com Rodrigo nas guitarras, vozes e bateria e ainda traz dois convidados: Andrez Machado (guitarra) e Rodrigo Borba (baixo). Antes do lançamento do Full, dois Singles circularam no cenário e tiveram boa repercussão: “Skate Fast Die Hard” e “Escape from Brasil”. E ambos ajudam a compor o grupo de boas músicas que constam nesta primeira obra. Aqui o ouvinte i

Okill - Live to Lie

Imagem
  O ano de 2021 praticamente nem começou, mas as bandas que fazem o cenário Underground já estão a todo vapor. Prova disso é este Single do OKILL, grupo de Metal de SP que voltou a ser um trio. Neste trampo, eles contaram com a participação do baterista Edu Nicolini (VOODOOPRIEST/ANTHARES/AGROTÓXICO). “Live to Lie” é uma música antiga e que foi deixada de lado. Caraca! Vejam só o resultado disso! Temos aqui uma porrada em todos os sentidos: instrumental muito bem entrosado, vocal cru, peso, vigor e uma energia incrível. Não há tanta velocidade, mas o que conta aqui é justamente a força que a composição carrega. Fiquem atentos aos solos e também ao baixo que se faz audível e pesado do começo ao fim. O Single já é uma amostra do que pode vir ao longo do ano quando pensamos em um Full. Se for parecido com isso, deve superar o ótimo “Reloaded”, obra de 2019. Ouçam, compartilhem e acompanhem o trabalho do grupo. – Nota: 9 Faixas: 1. Live to Lie Facebook Instagram

Begotten - Nothing Worth Remembering

Imagem
  Eis que o BEGOTTEN, trio canadense de Depressive Black Metal, ressurge com mais um lançamento. Já falamos deles por aqui quando nos brindaram com o ótimo “ And the Wind Cries Death ”, EP de 2018. “Nothing Worth Remembering” traz 3 composições e segue a mesma fórmula do que eles já estavam fazendo. O ouvinte irá encontrar melodias depressivas, doses de melancolia, riffs pesados e com trechos mais arrastados, vocais desesperados e cheios de agonia. Não há nada de novo aqui, o que não significa que não é um bom trampo. Pelo contrário. É material precioso para admiradores do gênero. A terceira composição foi a que mais me agradou. Possivelmente por ter uma introdução dedilhada e triste. Certamente é um estilo que não agrada uma grande maioria. Se você aprecia trabalhos soturnos e obscuros, ouça urgentemente. – Nota: 8 Faixas: 1. Nothing Worth Remembering I 2. Nothing Worth Remembering II 3. Nothing Worth Remembering III Facebook Bandcamp

Dangerous Times for the Dead - Storm the Castle

Imagem
  Eis que sai mais um Single do DANGEROUS TIMES FOR THE DEAD , excelente quinteto holandês que faz um Heavy Metal na linha oitentista. Os rapazes continuam com a mesma pegada, ou seja, Metal tradicional na sua mais pura essência com riffs fortes, baixo bem marcante, solos muito bem feitos e as vocalizações poderosas de Bjørn. “Storm the Castle” é uma música curta, bem direta e traz todos esses elementos que aqui mencionamos. É uma opção muito bem-vinda aos amantes do gênero. Banguers, ouçam urgente e acompanhem o trampo da banda. RECOMENDÁVEL. – Nota: 9 Faixas: 1. Storm the Castle Site Oficial Facebook Instagram 

Deformed Slut - Ruthless Malignancy

Imagem
  O DEFORMED SLUT foi formado em 2006 e vem diretamente de Curitiba/Paraná para engrossar as fileiras dos ótimos nomes do Metal Extremo nacional. A sonoridade aqui é um Death Metal absolutamente brutal e agressivo. O último trabalho foi o ótimo “Stench of Carnage”, álbum de 2011. Sob o comando de Alexandre Antunes, experiente músico que já participou de inúmeras bandas, o projeto agora está lançando o Single intitulado “Ruthless Malignancy”. Somente após quase uma década é que acontece este retorno, mas podemos garantir a vocês que é uma volta em grande estilo. O material contém duas composições e o ouvinte encontrará velocidade, peso, rapidez, brutalidade e uma energia cheia de intensidade. É a fórmula do Death Metal representada com categoria. “The Vilest Leech” foi a composição que mais me agradou. Material recomendado aos amantes do Metal Extremo e aos adoradores do gênero. Uma autêntica avalanche sonora. Confiram. – Nota: 8 Faixas: 1. Ruthless Malignancy 2. The Vilest Leech Face