Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2020

Darchitect - Blasphemus

Imagem
“Exploda quando a chama inflar Quando a veia inchar Quando a foice entrar Quando a chama inflar” Desculpem ser repetitivo, mas não cansaremos de dizer que o nosso Underground nos revela sempre grandes surpresas. Que orgulho! O DARCHITECT é um trio de São Paulo que foi criado em 2014. Com uma sonoridade que passeia entre o Death e Thrash Metal, esses rapazes lançaram “Mechanical Healing”, o primeiro Full, em 2017. Somente em 2020 eles reaparecem com um novo material. “Blasphemus” é um EP com duas composições pesadonas e muito bem executadas. O instrumental é vigoroso e a vocalização é absurdamente potente revelando ser um grande destaque. Nossos caros ouvintes não devem esperar rapidez nas canções, pois o grupo prioriza mais o peso e a técnica. As quebradas musicais com mudanças de ritmo são muito boas. Cantar em português me parece uma excelente opção. O trio é formado por Lucas Coca (baixo/vocal), Alex Marras (guitarra/backing vocal) e Gabriel Gifoli (bateria/backing voc

Diokane - This is Hell We Shall Believe

Imagem
Nosso Underground é poderoso. Demais. O DIOKANE é prova viva dessa afirmação que acabei de fazer. Esse quarteto foi formado em 2016 e faz um som brutal que tem como fonte principal o Hardcore aliado a gêneros como Death, Thrash, Grind e Punk. Em 2018 eles lançaram “This is Hell We Shall Believe”, o primeiro EP. A obra é composta por uma introdução e 5 composições e, pela descrição que acabamos de fazer, o ouvinte já sabe o que esperar: peso, velocidade, voz vigorosa, sonoridade extrema e feroz. Simples assim. Se você é um apreciador destes elementos irá gostar do grupo sem pestanejar. Embora a cozinha instrumental seja bem entrosada, o destaque maior aqui são os riffs de guitarra. Melhores canções: “Under the Influence” (curtíssima e intensa); “Born with a Curse” e “Days of Summer”. Um cuidado maior na produção valorizaria ainda mais o trampo. Capa belíssima com a arte do guitarrista Rafael Giovanoli. ESCUTEM! PRESTIGIEM! Essa é a nossa cena. Com orgulho! – Nota: 8 Faixas:

As Aberrações - O Sorriso da Carranca

Imagem
Essa banda começou como um suporte para Xi Drinx, músico e artista Punk do Oeste baiano e que iniciou sua carreira solo em 2012. O projeto tomou forma, na realidade, em 2017, pois contou com membros fixos. Chegaram a gravar diversos materiais e até mesmo um filme que contém músicas do EP “Sessões Brejeiras”. “O Sorriso da Carranca”, material mais recente, é um Single dividido em 6 partes e trata de uma Mixtape com trechos de material jornalístico, reportagens e até discurso do presidente Getúlio Vargas aliados à sonoridade executada pela banda. É uma obra diferente e podemos até mesmo dizer que ousada em sua proposta. O instrumental é pesado e podemos destacar o baixo que é bem marcante e as linhas de guitarra que, de certa forma, conduzem a composição. Não é um trabalho que irá agradar a todos. Isso é fato, mas não há como negar que existe talento e uma preocupação em abordar temáticas da cultura do Oeste baiano. É uma fusão entre a preservação de conceitos e aspectos ideológicos

Stab - Sepulchral Lullaby

Imagem
Um é pouco, dois é bom e três é demais, né? Errado. Para o STAB, três é o número exato para que eles façam esse som poderoso. Esse trio de Piracicaba/interior de SP foi formado em 2017 e faz um Thrash Metal muitíssimo bem feito. Eles lançaram uma demo em 2018 e agora aparecem com “Sepulchral Lullaby”, um material com 5 excelentes composições. A capa lembra algo de Black Metal, mas não se enganem. O ouvinte encontra um Thrash que é influenciado pelos anos 80 e traz como destaque riffs rápidos e excelentes. Além disso, temos baixão forte, bateria veloz e vocais que se alinham bem ao estilo. Os amantes do gênero vão vibrar com “Scum” (riffs lindos), “God’s Sheep” e “The End”, que é uma Live Session captada no Casarão Music Studio. A banda é formada por Murilo Ramos (vocal e guitarra), Leonardo Veronez (bateria) e João Polizel (baixo). Obra linda e impecável. – Nota: 9 Faixas: 1. Scum 2. The Window 3. In the Streets 4. God’s Sheep 5. The End Facebook Bandcamp In

Lacrima Mortis - Posthumous

Imagem
É fato que há algumas ramificações dentro do universo da música pesada que nem sempre agradam uma grande parte do público. Uma delas que certamente podemos aqui citar é o Doom Metal. Isso provavelmente deve ocorrer por conta das características sonoras presentes neste gênero: ritmo geralmente lento, sons melancólicos, soturnos, funestos e predominantemente sinistros. Não há como negar. Música feita com a alma e tocada com todo o sentimento. O LACRIMA MORTIS é um quinteto de Blumenau/SC que pratica um Doom/Death Metal e faz isso com bastante excelência e propriedade. Em 2017 eles lançaram o ótimo “Optare Mortem”, um EP com 3 composições. Em 2020 os rapazes reaparecem com “Posthumous”, o primeiro Full da carreira. É um presentão aos fãs do gênero, pois o trampo conta com 9 músicas que trazem o que, de fato, é o estilo em sua essência. O ouvinte irá encontrar muito peso, melancolia, uma atmosfera intensamente fúnebre, vocais guturais, além de trechos mais rápidos e violentos

Even Vast

Imagem
Dando sequência às entrevistas do VIOLENT NOISE, este mês tivemos mais um nome de peso e nossa segunda banda internacional. Desta vez falamos com o pessoal do EVEN VAST e quem nos ajudou a conduzir essa breve conversa foi o nosso parceiro Murilo do OESTE SELVAGEM . Eles falaram um pouco sobre o início do grupo, surgimento do nome, influências musicais, planos futuros e outros assuntos relevantes. Confiram como foi a conversa e apoiem o Underground. Demais detalhes também podem ser obtidos no Facebook oficial da banda. Apreciem, divulguem e prestigiem! Relatem como foi o começo de tudo. Even Vast: Obrigado ao VIOLENT NOISE por terem feito este convite para esta entrevista. Bem, EVEN VAST no início era uma banda de Gothic/Doom Metal. O grupo se originou numa pequena cidade da Itália e foi formada pelo e ainda membro Luca Martello (Guitarrista/Fundador). A banda se juntou, começou a compor e então lançou o primeiro álbum intitulado “Hear me Out” (1999), e que foi remas

Hoctaedron - A Hell of Your Own Creation

Imagem
Banda nacional que ficou parada durante 16 anos e agora, felizmente, retorna em grande estilo e com uma pegada sonora devastadora. O HOCTAEDRON foi formado em 1999, em São José dos Campos, interior de São Paulo. No período de 1999 a 2004, a banda lançou 2 demos e um Split e agora ressurgem com o Single “A Hell of Your Own Creation”, uma composição pesada, brutal, com riffs fortes e vocais agressivos. A formação também conta com integrantes e ex-integrantes de bandas de peso no cenário nacional como o HEAD KRUSHER , DEVASTAÇÃO SOB TERROR e CHAOS SYNOPSIS . Este primeiro trampo após o retorno dá claros sinais de que farão um trabalho que será bem apreciado pelos adoradores do Metal Extremo. A formação atual é: Daniel Sanchez (bateria), Rodolfo Sculptor (voz), Douglas Couto (baixo), Paulo Kusayama e Renê Machado (guitarras). Estaremos aqui ansiosos e atentos para futuros lançamentos. – Nota: 8 Faixas: 1. A Hell of Your Own Creation Facebook Bandcamp

Starscape - Pilgrims

Imagem
Suécia sempre nos surpreende com suas boas bandas. Desta vez não é diferente. O STARSCAPE é um Duo que faz um Heavy Metal calcado nos anos 80, ou seja, um modelo que ainda soa contemporâneo e tem uma aceitação enorme. O grupo foi formado em 2015 e era, na verdade, um projeto solo do músico Anton Ericksson. Em 2017 foi lançada uma demo com 8 composições completamente instrumentais. Em junho deste ano, o STARSCAPE aparece com o primeiro EP. “Pilgrims” possui duas composições bem feitas, muito bem tocadas e vocalizadas por Per-Olof Göransson, um ponto de atenção no trabalho. Confesso que, em determinados momentos, senti uma estranheza na voz, mas de forma geral Göransson é bom. Além disso, outro destaque é a guitarra e, em especial, os solos cheios de melodia. O que senti falta é de um pouco mais de peso na sonoridade. Com isso as músicas se tornariam melhores ainda. O bom de tudo é que com este material percebemos o quanto é promissora a banda. Isso é claro e nítido. Fiquemos atentos

ChaosFear - Be the Light in Dark Days

Imagem
Definitivamente o ano de 2020 continua com excelentes lançamentos no cenário nacional e também no internacional. Aqui e ali grupos se destacam com suas propostas sonoras cheias de peso, habilidade, técnica e fúria. E o CHAOSFEAR, grupo de Thrash Metal de São Paulo, se enquadra em todas essas categorias com o seu último trampo: “Be the Light in Dark Days”. Com uma capa linda e intrigante, a obra foi lançada em junho e traz 7 composições belíssimas que já, certamente, estão sendo muito bem comentadas pela galera que aprecia os sons mais extremos e bem feitos. O álbum possui pouco mais de meia hora de duração, ou seja, um trabalho curto, mas PRECISO.   E quando a audição começa você percebe que a obra é boa e caminha bem, mas isso é apenas uma pegadinha. À medida que as músicas avançam, a sonoridade se torna ainda mais intensa e relevante, fazendo com que os ouvintes se entusiasmem ao extremo. Iremos nos deparar com riffs rápidos e consistentes, ótimos solos, um baixo furioso,

Funérarium - Umbra Angeli

Imagem
Diretamente da França e mais uma vez aqui no VIOLENT NOISE, temos a honra de falarmos do penúltimo trabalho do FUNÉRARIUM . Sob a liderança de Kardec, esta One Man Band reaparece com “Umbra Angeli”, o segundo Full de 2020, lembrando que já existe mais um álbum após este. A sonoridade e a fórmula são as mesmas dos trampos anteriores: Atmospheric Black Metal com trechos extremamente crus e obscuros unindo-se a momentos com teclados e melancolia. É um modelo interessante, certeiro e funcional. Obviamente irá agradar aos amantes do Black Metal e aos apreciadores das sonoridades mais extremas. De certa forma essa foi a capa menos interessante que já identificamos deste projeto, visto que as capas dos outros trabalhos são geniais. Em contra partida o som, como já comentamos, continua grandioso. Os destaques ficam por conta das seguintes composições: “Deliverance”, faixa pesadona, rápida, com guitarras distorcidas e vocalizações cheias de agonia; “The Conquest of Arcadia” possui u