Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2021

Nervosa - Perpetual Chaos

Imagem
  “Em time que está ganhando não se mexe” - Vocês já ouviram esta expressão popular, não é mesmo? E justamente não se mexe, pois pode dar ruim, né? Pois com a NERVOSA não deu ruim, deu certo. Na verdade, deu MUITO certo. A banda feminina de Thrash Metal acaba de lançar o seu quarto Full. Digamos de passagem que este lançamento estava muito esperado por grande parte dos amantes do grupo, afinal de contas é o primeiro trampo com a nova formação. E as meninas mandaram bem demais. Da formação original restou apenas a Prika Amaral, a guitarrista. As demais integrantes são novas e todas pertencentes ao cenário do Metal internacional. E o grupo que já vinha crescendo a cada lançamento, se mostrou agora mais firme e consolidado na cena da música extrema. O som está mais pesado, rápido, forte, intenso e, acima de tudo, mas técnico. Continuam fazendo um Thrash Metal e agora, nitidamente, notamos uma pegada de Death Metal bastante vigoroso. A obra tem 13 composições e um total de quase 45 minut

Hammathaz - The One

Imagem
  Definitivamente 2020 foi um ano ruim e cheio de vários tropeços. A pandemia parou praticamente tudo e um dos setores mais atingidos foi o do entretenimento. E com isso, os grupos pararam de fazer shows e o lançamento de determinados materiais também foi prejudicado. Ainda que tenha sido assim, o público do Metal não pode reclamar tanto. Tivemos algumas boas obras lançadas e no finalzinho do ano o HAMMATHAZ nos deu de presente o seu primeiro Full. Ouso aqui afirmar que foi um PRESENTÃO. “The One” conta com a produção de Thiago Bianchi e é um álbum poderoso e muito bem feito em vários aspectos: arte gráfica, composições, sonoridade e, acima de tudo, habilidade. Ao todo são 9 músicas pesadas e cheias do vigor que o estilo exige. É um Death Metal com toques modernos e contemporâneos aliado a elementos do Thrash Metal. Talvez nem todos conheçam a trajetória do grupo. O HAMMATHAZ é de Sorocaba, interior de São Paulo, e começou suas atividades em 2003. Lançaram EPs, Singles e Demos. O tem

Snow - Fast N’Heavy Loud N’Slow

Imagem
O cenário da música independente e do Underground está cada dia mais rico e forte. O ano de 2021 já começa com garra e vigor. Muitas bandas, muitos lançamentos e muita novidade logo no comecinho do ano. E é neste bolo que entra o SNOW com seu primeiro e ótimo Full. “Fast N’Heavy Loud N’Slow” traz 8 ótimas composições que irão agradar aos amantes da boa música e aos que valorizam sonoridades como o Hardcore, Stoner e o Skate Punk. O projeto é idealizado por Rodrigo Neves do TIGERSHARKS e tudo começou em 2020, pois o músico tirou do papel uma antiga ideia e a transformou em prática. Gravado de forma remota, este primeiro trabalho conta com Rodrigo nas guitarras, vozes e bateria e ainda traz dois convidados: Andrez Machado (guitarra) e Rodrigo Borba (baixo). Antes do lançamento do Full, dois Singles circularam no cenário e tiveram boa repercussão: “Skate Fast Die Hard” e “Escape from Brasil”. E ambos ajudam a compor o grupo de boas músicas que constam nesta primeira obra. Aqui o ouvinte i

Okill - Live to Lie

Imagem
  O ano de 2021 praticamente nem começou, mas as bandas que fazem o cenário Underground já estão a todo vapor. Prova disso é este Single do OKILL, grupo de Metal de SP que voltou a ser um trio. Neste trampo, eles contaram com a participação do baterista Edu Nicolini (VOODOOPRIEST/ANTHARES/AGROTÓXICO). “Live to Lie” é uma música antiga e que foi deixada de lado. Caraca! Vejam só o resultado disso! Temos aqui uma porrada em todos os sentidos: instrumental muito bem entrosado, vocal cru, peso, vigor e uma energia incrível. Não há tanta velocidade, mas o que conta aqui é justamente a força que a composição carrega. Fiquem atentos aos solos e também ao baixo que se faz audível e pesado do começo ao fim. O Single já é uma amostra do que pode vir ao longo do ano quando pensamos em um Full. Se for parecido com isso, deve superar o ótimo “Reloaded”, obra de 2019. Ouçam, compartilhem e acompanhem o trabalho do grupo. – Nota: 9 Faixas: 1. Live to Lie Facebook Instagram

Begotten - Nothing Worth Remembering

Imagem
  Eis que o BEGOTTEN, trio canadense de Depressive Black Metal, ressurge com mais um lançamento. Já falamos deles por aqui quando nos brindaram com o ótimo “ And the Wind Cries Death ”, EP de 2018. “Nothing Worth Remembering” traz 3 composições e segue a mesma fórmula do que eles já estavam fazendo. O ouvinte irá encontrar melodias depressivas, doses de melancolia, riffs pesados e com trechos mais arrastados, vocais desesperados e cheios de agonia. Não há nada de novo aqui, o que não significa que não é um bom trampo. Pelo contrário. É material precioso para admiradores do gênero. A terceira composição foi a que mais me agradou. Possivelmente por ter uma introdução dedilhada e triste. Certamente é um estilo que não agrada uma grande maioria. Se você aprecia trabalhos soturnos e obscuros, ouça urgentemente. – Nota: 8 Faixas: 1. Nothing Worth Remembering I 2. Nothing Worth Remembering II 3. Nothing Worth Remembering III Facebook Bandcamp